Natação

A natação é um desporto altamente recomendável em qualquer idade. A água é um meio favorável para a realização de exercício físico e, em concreto, nadar inclui múltiplos benefícios para o organismo e é a melhor ferramenta para a recuperação de lesões ósseas e musculares. Por tudo isto, não é de estranhar que seja especialmente importante incutir a natação a crianças e jovens desde que são muito pequenos, momento em que os seus benefícios para a saúde se multiplicam.

A natação é um desporto muito completo porque implica todos os grupos musculares. O exercício aeróbico realizado no meio aquático é perfeito para aumentar as aptidões físicas, psíquicas e neurológicas da pessoa. Mas afinal, qual é o momento ideal para aprender a nadar? O certo é que praticamente desde os primeiros meses de vida do bebê se pode começar. Evidentemente, ao princípio, o que aprenderão não será a nadar tal como acontece quando são mais velhos; no início, os instrutores ensinarão os movimentos reflexos de sobrevivência no meio aquático que lhes trarão numerosos benefícios ao seu pequeno organismo e repercutirão de maneira favorável à medida que for crescendo.

Principalmente, estimula a sua coordenação, o seu equilíbrio e o conhecimento do meio que os rodeia. O exercício suave favorece a regulação do sono e a estimulação do apetite, razão pela qual dormem e comem melhor. O elemento socialização também é muito importante em crianças e jovens, ao se relacionarem com outros da mesma idade e estabelecerem e desenvolverem com eles o conceito de brincar; sem nos esquecermos, claro, da importante medida de segurança que supõe o fato de que se aprendam a defender dentro de água.

Tendo em conta os aspectos anteriores é o momento de que os pequenos lá de casa comecem a praticar natação de forma regular (uma a duas vezes por semana), o que lhes trará uma série de benefícios, segundo assinalam numerosos especialistas e estudos (o mais famoso, o de Le Cammus).

  • Aumenta o coeficiente intelectual das crianças a obter uma percepção maior e mais ampla do mundo que os rodeia.

  • Reforça o seu sistema imunológico.

  • Estimula o aparelho osteomuscular.

  • Controla o peso corporal, reduzindo o risco de obesidade.

  • Ajuda a controlar e manter os valores de tensão arterial e colesterol mais baixos, além de reduzir a necessidade de insulina em crianças diabéticas.

  • Contribui para uma melhor resposta cardiovascular, ao trabalhar o esforço.

  • Melhora a flexibilidade, coordenação, agilidade, velocidade e força muscular.

  • Estabelece uma correta postura corporal.

  • Em caso de problemas neurológicos ou de mobilidade, o trabalho na água favorece a melhoria

  • Outorga mais autonomia e independência à criança.

 

Com todos estes benefícios, não se pode discutir que a natação é, sem sombra de dúvida, uma das melhores práticas desportivas que podemos incutir aos nossos filhos. Eles vão agradecer-nos não só enquanto são pequenos mas também quando crescerem.